P&D

Oportunidade

 

A ENERCAN oferece ótima oportunidade para pesquisadores interessados em desenvolver estudos em áreas relacionadas com usinas hidrelétricas, meio ambiente, geração de energia e eficiência energética, através do Programa de Pesquisa & Desenvolvimento. 

Podem participar do programa instituições públicas ou privadas de ensino e/ou de P&D (cuja participação é limitada àquelas nacionais, reconhecidas pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e/ou credenciadas pelo Ministério da Educação), empresas de consultoria e fabricantes de equipamentos para o setor elétrico.

Para participar, os pesquisadores deverão obter informações pelo e-mail marcus.santana@cscenergia.com.br

Legislação

Conforme a Lei 9.991/00, as concessionárias de geração de energia elétrica devem 1% da sua Receita Operacional Líquida (ROL) em projetos para o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento do Setor Elétrico.

A Lei 10.848/04 determina que os investimentos sejam realizados da seguinte forma:

  • 40% para a execução de projetos de pesquisa e desenvolvimento de acordo com os regulamentos estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).
  • 40% para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).
  • 20% para o Ministério de Minas e Energia (MME).

A Resolução Normativa nº 316/08 aprova o Manual do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento do Setor de Energia Elétrica versão 2008, contendo as diretrizes e procedimentos operacionais para a realização dos projetos.

Projetos

PROJETO 1

Título: Nova concepção de montagem de palheta diretriz e buchas inferiores em usinas hidrelétricas sem galeria anelar

Código ANEEL: PD-00642-0310/2018

Entidades Executoras: Andritz Hydro Ltda

Empresas Participantes: ENERCAN e CERAN

Resumo:

O projeto consiste no desenvolvimento experimental e construção de um protótipo de palheta em escala real, utilizando com estudo de caso a UHE Barra Grande (usina sem galeria anelar), transformando sua concepção de projeto em corpo único (fundido em aço carbono) para parte de seu corpo removível. Essa modificação visa facilitar o acesso às buchas inferiores do munhão das palhetas diretrizes, sem a necessidade de desmontagem do gerador e distribuidor da turbina. Neste estudo espera-se um ganho de aproximadamente 80 dias de redução na manutenção dessas buchas inferiores, como consequência aumento a disponibilidade da unidade geradora. 

 

PROJETO 2

 

Título: Desenvolvimento de sistema para o monitoramento e Avaliação Remota de Qualidade da Água em Reservatórios Hídricos a partir de Imagens Multiespectrais

Código ANEEL: PD-02949-2405/2019

Entidades Executoras: CERTI-Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras 

Empresas Participantes: BAESA e Foz do Chapecó

Resumo:

O objetivo principal do projeto é desenvolver uma metodologia, implementada num sistema web com interface para o usuário, para o monitoramento e avaliação remota da qualidade da água em reservatórios hídricos baseado em imagens multiespectrais coletadas por sensores a bordo de satélites. Modelos bio-ópticos serão re-parametrizados para estimar remotamente os parâmetros de qualidade de água e calcular indicadores compostos, como o Índice de Estado Trófico (IET) e Índice de
 

PROJETO 3


Título:
Modelos de segurança estrutural de barragens através de simulações em tempo real por elementos finitos

Código ANEEL: PD-00642-1304/2018.

Entidades Executoras: Cortês Consultoria e Simworx Engenharia, Pesquisa e Desenvolvimento

Empresas Participantes: ENERCAN, CERAN e Foz do Chapecó

Resumo:

Objetivo do projeto é desenvolver uma metodologia e uma ferramenta web para monitoramento em tempo real da segurança estrutural de barragens. A metodologia será implementada em diversos níveis: aquisição de dados em campo, desenvolvimento de modelo numérico em elementos finitos das estruturas da barragem, cálculo estrutural em tempo real, visualização de variáveis críticas e níveis de segurança e sistema de alertas. O projeto implantará um novo paradigma de monitoramento de estruturas de barragens, pois pelo fato de toda movimentação ser registrada e os esforços calculados, irá permitir a simulação de diferentes cenários prevendo o comportamento das estruturas. No Brasil, nenhuma usina hidrelétrica apresenta sistema de coleta contínua por RTS acoplada a um sistema de cálculo estrutural para o processamento dos dados em tempo real. 

 

PROJETO 4


Título:
Sistema autônomo de inspeção de túneis de adução

Código ANEEL: PD-02476-2502/2017

Entidades Executoras: ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica e FCMF – Fundação Casimiro Montenegro Filho

Empresas Participantes: CERAN, ENERCAN e Foz do Chapecó

Resumo: 

O projeto desenvolverá um robô subaquático autônomo para mapeamento 3D de túneis de adução totalmente submersos. O projeto contempla o desenvolvimento da metodologia, do robô, da estação de controle e do mecanismo para lançamento e recuperação do robô. O complexo Ceran possui túneis de adução de até 7 km de comprimento, totalmente submersos, que requerem ações de inspeção periódica para monitoramento das suas condições estruturais. O procedimento atualmente disponível consiste na drenagem do túnel e posterior enchimento assim que for sanado o problema. Entretanto, só para a drenagem e o enchimento do túnel da UHE Monte Claro, ocorre uma interrupção de aproximadamente 10 dias, ou seja, cerca de 15.000 MWh, considerando a energia assegurada de 59 MWh. O projeto de P&D proverá uma solução inovadora que mitigará a necessidade de envaziamento e posterior enchimento do túnel para a execução do serviço de inspeção, e consequente interrupção prolongada da geração de energia na usina.


PROJETO 5


Título:
Metodologia para cálculo de tensões em taludes a partir da reconstrução 3D de Superfícies.

Código ANEEL: PD-03936-2607/2017

Entidades Executoras: INESC P&D Brasil

Empresas Participantes: BAESA, ENERCAN e Foz do Chapecó

Resumo: 

A segurança dos taludes é um aspecto fundamental principalmente onde existem riscos de segurança, fatores econômicos e regulatórios. A proposta inicial é fazer a análise estrutural de taludes em áreas de difícil acesso no caso de encostas de taludes e áreas com alta densidade de vegetação. A metodologia é capaz de monitorar deslocamentos espaciais na superfície do talude e gerar o cálculo das tensões estruturais. Outra aplicação da metodologia é o monitoramento da rochada, onde a necessidade de se monitorar infiltrações é de grande importância. Para atender esta demanda o projeto desenvolverá um sistema, composto por hardware e software, que de forma autônoma realizará o monitoramento e diagnóstico de taludes a partir da integração da reconstrução 3D das estruturas.


PROJETO 6


Título:
Usinas hidrelétricas reversíveis combinadas com hidrelétricas em cascata e seus benefícios para a gestão do setor elétrico brasileiro.

Código ANEEL: PD-00642-2705/2019

Entidades Executoras: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Universitária José Bonifácio, GPTECH Gestão e Pesquisas Tecnológicas, MCPAR Engenharia, Hedaidi Engenharia 

Empresas Participantes: BAESA, ENERCAN, CERAN, Foz do Chapecó e Paulista Lajeado Energia 

Resumo:

O projeto tem como objetivo principal avançar no conhecimento sobre usinas hidrelétricas reversíveis (UHR) contemplando a definição de arranjos regulatórios, técnicos, operacionais e comerciais para viabilizar a implantação desta tecnologia no Sistema Elétrico Brasileiro. Como objetivos específicos destacam-se:

  • Analisar o uso e a regulação de UHR, as tecnologias e modos operativos, em nível mundial;
  • Modelar usinas pré-selecionadas, com base nos cenários definidos no PDE 2026 em base horária ou sub horária, a fim de avaliar a economicidade sistêmica das UHR´s;
  • Desenvolver estudos preliminares sobre aspectos econômicos, sociais e ambientais;
  • Desenvolver, propor e simular inovações regulatórias, tecnológicas e de modos operativos para viabilizar a implementação de UHR no Brasil.

PROJETO 7


Título:
Sistema para Detecção automática de ocorrências patrimoniais e ambientais no entorno de reservatórios de usinas hidrelétricas utilizando geotecnologias

Código ANEEL: PD-02949-0001/2018

Entidades Executoras: VisãoGeo e 4Vision Tech – Consultoria e desenvolvimento de tecnologias 

Empresas Participantes: ENERCAN e Foz do Chapecó Energia 

Resumo:

O projeto pretende utilizar geotecnologias para a elaboração de uma metodologia computacional que visa automatizar a detecção de ocorrências no entorno de reservatórios hídricos. Através da utilização de imagens capturadas por satélite objetiva-se analisar de maneira temporal os estados das bordas dos reservatórios, buscando por alterações significativas que possam corresponder a algum tipo de ocorrência. O avanço na tecnologia de nanosatélites tem fornecido imagens multi-espectrais com resolução espacial na ordem de 3 metros, enquanto que a automatização do processo se dará através da utilização de técnicas avançadas de processamento digital e resonhecimento de padrões. 


PROJETO 8


Título: Proposta de novo formato de leilão combinatório envolvendo empreendimentos de geração transmissão. 

Código ANEEL: PD-00063-3042/2018

Entidades Executoras: UNICAMP, Funcamp, UFPE, FADE e Garcia. Thomann, Ramponi Advogados Associados.

Empresas Participantes: ENERCAN, Foz do Chapecó e CPFL-Paulista

Resumo:

O objetivo geral do projeto é propor alternativas de leilões combinatórios para novos empreendimentos de transmissão e geração de energia elétrica que atendam aos requisitos de expansão do sistema, mitiguem o ilhamento de ativos de geração, flexibilizem a precificação de ativos e contornem a dificuldade computacional de resolver o PIV.O projeto irá gerar um ambiente computacional para testes de validação da nova sistemática proposta do leilão combinatório. Sendo um produto geral do SEB. 


PROJETO 9


Título: Aplicação de técnicas de Machine Leraning para a manutenção preditiva em usinas hidrelétricas e fontes renováveis 

Código ANEEL: PD-02949-0001/2018

Entidades Executoras: Automalógica e Delfos Intelligente Maintenance

Empresas Participantes: CERAN, CPFL-D, Rio Grande Energia, Paulista Lajeado Energia e Foz do Chapecó Energia 

Resumo:

Objetivo do projeto é desenvolvimento de um sistema de identificação de anomalias que levem falhas futuras, utilizando algoritmos de machine learning, aplicando em equipamentos críticos de hidrelétricas de pequeno e médio porte. O uso de sofisticados algoritmos de machine learning auxiliará o processo de manutenção centrada na confiabilidade e condição e risco, otimizando custos. O projeto deve proporcionar a redução da carga de trabalho da equipe de operação para lidar com uma mesma quantidade de usinas e disponibilizar informações de maneira estruturada para a tomada de decisões, trazendo mais visibilidade sobre o desempenho dos ativos e das oportunidades de melhoria. 


PROJETO 10


Título:
A invasão do mexilhão dourado (Limnoperna fortunei) nos reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Alto rio Uruguai: efeitos colaterais e mecanismos de controle biológico

Código ANEEL: PD-00403-0045/2017

Entidades Executoras: UFSC e FEESC

Empresas Participantes: BAESA, ENERCAN, Foz do Chapecó Energia e Itá Energética, 

Resumo:

O projeto tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre a presença do mexilhão dourado nos reservatórios de hidrelétricas e seu impacto sobre a fauna nativa e sobre a geração de energia elétrica. O projeto auxiliará na proposição de medidas de controle biológico deste molusco invasor e na mitigação de seus impactos. O mexilhão dourado é um bivale invasor de causa enormes problemas nas usinas hidrelétricas ao se fixar em suas estruturas. Os impactos negativos dessa invasão podem ser observados tanto na fauna na nativa, na alteração do equilíbrio do ambiente, quanto nas unidades geradoras.


PROJETO 11


Título:
PA 3018- Implementação, desenvolvimento e análise de aplicações de tecnologias de armazenamento de energia na operação de redes de distribuição da cpfl

Código ANEEL: PE-02937-3018/2016

Entidades Executoras: UNICAMP, FUNCAMP e Institutos Lactec

Empresas Participantes: BAESA, ENERCAN, CERAN, Foz do Chapecó Energia e CPFL-D

Resumo:

Este projeto tem como objetivo gerar promover conhecimento sobre as tecnologias de armazenamento de energia que potencialmente estão disponíveis no mercado nos próximos anos, bem como implementar possíveis aplicações e, sobretudo, desenvolver modelos de negócios, visto que esta tecnologia é bastante promissora para causar uma revolução no setor elétrico. O projeto torna viável a implantação, em campo, de diferentes tecnologias de baterias conectadas em redes de média e baixa tensão. Essa experiência será empregada como prova de conceito de um dos componentes mais importantes das redes elétricas do futuro que é o armazenamento de energia tanto no âmbito da concessionária quanto pelo próprio consumidor.

Companhia Piratinga de Força e Luz, Companhia Paulista de Força e Luz, Companhia Luz e Força Mococa, Companhia Paulista de Energia Elétrica, Companhia Luz e Força Santa Cruz, Rio Grande Energia S/A, Companhia Energética Rio da Antas S.A, Energética Barra Grande S.A, Campos Novos Energia S.A, Foz do Chapecó S.A, Universidade Estadual de Campinas e Institutos Latec participam do projeto. 


PROJETO 12


Título:
PA 3026- Inserção de sistema de armazenamento em configurações múltiplas para o suporte à geração eólica. 

Código ANEEL: PE-00397-3026/2016

Entidades Executoras: UFPE, ITEM e PSR

Empresas Participantes: ENERCAN, CERAN, Foz do Chapecó e CPFL-D

Resumo:

O objetivo do projeto é aplicar sistemas de armazenamento para apoio a operação de centrais eólicas, assim como desenvolver metodologia que proporcione o correto dimensionamento e escolha do local mais apropriado a tais sistemas. 

Usina Hidrelétrica Campos Novos

Fazenda Aranha, s/nº 
1º Distrito de Campos Novos
Campos Novos/SC – CEP: 89620-000
Fone: (49) 3541-7781

Escritório de Florianópolis

Rua Lauro Linhares, Nº 2010
Ed. Comercial São Francisco
Trindade – Bloco B Sala 101
Florianópolis/SC – CEP: 88036-002
Fone: (48) 3331-0000

Centro de Atendimento à População

Rua Elgida Barbosa Ramos, 77
Anita Garibaldi/SC 88590-000
Fone: (49) 3543.0577 – (49) 99175-8721